sábado, 29 de janeiro de 2011

Decidi triunfar...



E assim, depois de muito esperar, num dia como outro qualquer, decidi triunfar... 


Decidi não esperar as oportunidades e sim, eu mesmo buscá-las. 




Decidi ver cada problema como uma oportunidade de encontrar uma solução. 




Decidi ver cada deserto como uma possibilidade de encontrar um oásis. 




Decidi ver cada noite como um mistério a resolver. 




Decidi ver cada dia como uma nova oportunidade de ser feliz. 




Naquele dia descobri que meu único rival não era mais que minhas próprias limitações e que enfrentá-las era a única e melhor forma de as superar. 




Naquele dia, descobri, que eu não era o melhor e que talvez eu nunca tenha sido. 




Deixei de me importar com quem ganha ou perde, agora, me importa simplesmente saber melhor o que fazer. 




Aprendi que o difícil não é chegar lá em cima, e sim deixar de subir. 




Aprendi que o melhor triunfo que posso ter, é ter o direito de chamar a alguém de "Amigo". 




Descobri que o amor é mais que um simples estado de enamoramento, "o amor é uma filosofia de vida". 




Naquele dia, deixei de ser um reflexo dos meus escassos triunfos passados e passei a ser a minha própria tênue luz deste presente. 




Aprendi que de nada serve ser luz se não vai iluminar o caminho dos demais. 




Naquele dia, decidi trocar tantas coisas... Naquele dia, aprendi que os sonhos são somente para fazer-se realidade. 




E desde aquele dia já não durmo para descansar... Agora simplesmente durmo para sonhar.

Walt Disney

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Concurso Nacional de Literatura Infanto-juvenil “Alcione Luneweber – Mila Behrendt” - Edição 2011





SECRETARIA  MUNICIPAL  DE  CULTURA  E  TURISMO

EDITAL

CONCURSO NACIONAL DE LITERATURA INFANTO-JUVENIL
“ALCIONE LÜNEWEBER – MILA BEHRENDT” - EDIÇÃO 2011

A Prefeitura Municipal de Ponta Grossa, através da Secretaria de Cultura e Turismo e do Conselho Municipal de Cultura, com a finalidade de estimular a produção literária local, e o intercâmbio com escritores brasileiros, institui o edital que regulamenta o Concurso
Nacional de Literatura infanto-Juvenil para o ano de 2011, que nesta edição homenageia a escritora  ALCIONE LÜNE WEBER, que também assinas suas obras com o pseudônimo MILA BEHRENDT, atendendo as políticas culturais do Município aprovadas nas Conferências Municipais de Cultura.

REGULAMENTO
1- Poderão participar  escritores maiores de 18 anos.
2- O tema será sobre lendas de Ponta grossa e deverá ser produzido em língua portuguesa.
3- Cada interessado poderá enviar 01 (uma) história inédita para cada categoria (entende-se por inédita a história infanto-juvenil nunca premiada em concursos anteriores e não publicada em livro até a data do encerramento das inscrições deste concurso).
4- Os interessados poderão concorrer em três categorias:

 CATEGORIA 1 (para leitores iniciantes de 05 a 07 anos) com textos sobre LENDAS FANTÁSTICAS cujos assuntos e personagens girem em torno do universo imaginário, nas seguintes características:
A) Não poderão ultrapassar 04  (quatro) laudas;
B) A estrutura narrativa deverá ser simples (começo, meio e fim);
C) A linguagem deverá ser acessível e de fácil compreensão, com freses curtas e claras;
D) A obra, uma vez publicada, terá mais ilustrações e menos textos.

 CATEGORIA 2 (para leitores em processo  de 08 a 10 anos) com textos sobre LENDAS LÚDICAS cujos assuntos e personagens girem em torno de brincadeiras e situações engraçadas, apresentado de forma a estimular o envolvimento do leitor, nas seguintes características:
A) Não poderão ultrapassar 06 (seis) laudas;
B) A Estrutura narrativa deverá ter frases médias, contemplando temas sobre aventuras;
C) A obra, uma vez publicada, terá ilustrações criativas, visando o imaginário do enredo.

 CATEGORIA 3 (para leitores fluentes e  críticos de 11 a 13 anos) com textos sobre LENDAS DE EFEITO cujos assuntos e personagens girem em torno de situações de confronto e dificuldades, exercitando a participação do leitor na compreensão da mitologia e da simbologia, nas seguintes características:
A) Não poderão ultrapassar 10 (dez) laudas;
B) A estrutura narrativa deverá ser mais delineada, com frases mais longas, criando expectativa sobre as personagens e o enredo;
C) Suscitar interesse no leitor pela história;
D) A obra, uma vez publicada, terá ilustrações mais esboçadas do que finalizadas.

5- Os concorrentes não deverão enviar ilustração(ões) da(s) história(s). Uma vez selecionadas as obras vencedoras, serão  convidados ilustradores que, em conjunto com os autores, definirão detalhes visuais de cada obra.

PREMIAÇÃO
6- Cada categoria terá 02 (dois) prêmios no valor de R$ 1.200,00 (mil e duzentos reais) cada um.
7- Um dos prêmios de cada categoria será conferido para escritores natos ou residentes na cidade de Ponta Grossa

INSCRIÇÕES
8- As inscrições estarão abertas de 1º a 31 de março de 2011, enviadas exclusivamente via Correios.
9- O interessado deverá encaminhar as histórias em envelope  (tamanho folha A4), com AR, sem identificação pessoal  no verso (a identificação virá apenas no recibo AR)  para o endereço: 
CONCURSO NACIONAL DE LITERATURA INFANTO-JUVENIL “ALCIONE
LÜNE WEBER – MILA BEHRENDT” - EDIÇÃO 2011
CATEGORIA LOCAL (para os residentes em Ponta Grossa) ou NACIONAL
SECRETARIA MUNICIPAL DE CULTURA E TURISMO
RUA JULIA WANDERLEY, 936, CENTRO, CEP 84010-170
PONTA GROSSA, PR.
10-As histórias inscritas deverão ser encaminhadas obedecendo aos seguintes critérios:
04 (quatro) vias digitadas em apenas uma face de papel tamanho A4,
ESPAÇAMENTO: 1,5 entre as linhas; FONTE: Times New Roman ou Arial, TAMANHO: 12; MARGEM  superior: 3 cm, inferior: 2 cm, esquerda: 3 cm e direita: 2 cm; constando apenas o título no início de cada lauda, com  a numeração das mesmas, SEM PSEUDÔNIMO, devidamente grampeadas.
11- Em envelope menor, lacrado, anexar as seguintes informações:                                  Na Parte Externa:
a. nominação do concurso na parte externa e categoria da inscrição 
b. título(s) inscrito(s)
c. CATEGORIA LOCAL (para os residentes em Ponta Grossa) ou
NACIONAL
No Interior:
d. nome e endereço completos
e. telefones para contato e endereço eletrônico caso possua
f. fotocópia de comprovante de residência em nome do inscrito
g. fotocópia da cédula de identidade e CPF
h. breve  biografia pessoal  de até 10 linhas
(os documentos acima serão necessários para o processo de pagamento dos prêmios)

JULGAMENTO
12-As histórias serão julgadas por uma comissão  de alto nível literário, indicada pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo e Conselho Municipal de Cultura, cuja decisão será soberana, à qual não cabem recursos sobre o resultado do concurso.
13-Os vencedores serão conhecidos no segundo semestre de 2011.
PUBLICAÇÃO
14- As histórias premiadas, serão publicadas em uma edição de 1.000 (mil) exemplares pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo no 2º semestre de 2011, cabendo aos autores uma cota de 100 (cem) exemplares, a título de direitos autorais: 
15- Os 900 (novecentos) exemplares restantes de cada história publicada, serão distribuídos gratuitamente em  bibliotecas, escolas,  instituições e  para críticos literários.

DISPOSIÇÕES FINAIS
16-As inscrições fora das normas do concurso não serão aceitas.
17-Não poderão participar do concurso funcionários da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo e integrantes dos Conselhos  Municipais de Cultura, Patrimônio Cultural e Turismo de Ponta Grossa.
18-As cópias da(s) histórias(s) e os demais documentos entregues na inscrição não serão devolvidos após o concurso.
19- A Comissão Julgadora tem o direito de não premiar as obras concorrentes, caso julgue que as mesmas não tenham qualidade suficiente que justifique a premiação e a publicação. 
20- É de responsabilidade exclusiva do concorrente a observância e regularização de toda e qualquer questão relativa a direitos autorais sobre a obra inscrita.
21- Este edital atende ao disposto na Lei Federal nº 9.610 de 12/02/1998 sobre direitos autorais.
22- Os autores das obras selecionadas automaticamente autorizam a publicação das mesmas dentro das regras do concurso.
23- Os premiados concordam e permitem a divulgação de seu nome e imagem para a divulgação do concurso, sem qualquer ônus para os realizadores.
24- Os participantes declaram estarem cientes e de acordo com este regulamento.
25-Os casos omissos neste regulamento serão resolvidos pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo.
                                                                                    
Elizabeth Silveira Schmidt
Secretária Municipal de Cultura e Turismo

sábado, 15 de janeiro de 2011

10 dicas dos mestres para escrever melhor



 O blog Pick The Brain trouxe uma lista com 10 dicas dos mestres para escrever melhor.  Espero que sirva para a construção do grande escritor que existe dentro de você.

  1. Corte as partes chatas: desenvolva a sensibilidade para descobrir quais partes de seu próprio texto você pularia. Provavelmente o leitor também faria o mesmo. Se é uma parte essencial, então está mal escrita. Logo: se estiver mal escrita, reescreva; se não for essencial, corte.
  2. Corte as palavras desnecessárias: não afirme nunca que uma coisa é interessante ao seu leitor. Se for interessante de fato, o seu leitor é inteligente o suficiente para perceber isso. O mesmo vale para outros adjetivos, advérbios e afins. Um substantivo bem colocado vale muito mais que tais categorias gramaticais. (Agora leia com as palavras cortadas e perceba como faz sentido).
  3. Escreva com paixão: se você não estiver interessado no que escreve, quem estará?
  4. Desenhe com palavras: não afirme que uma coisa é interessante ou importante. Dê os dados necessários para que o leitor descubra isso sozinho. Não diga que o luar é bonito: explique como ele atravessa a vidraça, abraça a madeira dos móveis e projeta uma luz levemente azul, sem calor, na parede branca como se fosse a tela de um filme prestes a começar.
  5. Escreva simples: as artes japonesas são boas nisso. Hai-kais são curtos e conseguem desenhar cenas inteiras. Samurais resolviam lutas complexas com poucos golpes de espada. Diga o necessário, diga rápido, diga tudo.
  6. Escreva porque você gosta: se você não gosta, de nada adiantará. Se você fizer isso sem esperar nada em troca, em algum momento talvez alguém ofereça algo. Se não oferecerem, ao menos você está fazendo algo de que gosta.
  7. Saiba quando aceitar a rejeição e quando rejeitar a aceitação: quando você publica escritos seus está sujeito aos elogios e às críticas desmedidas. Saiba lidar com as duas situações.
  8. Escreva, escreva, escreva: se você escreve em seu blog uma vez por mês, as chances de que seu estilo melhore são menores do que se você escrever todos os dias. Isso nem sempre é verdade, mas quantidade conduz à qualidade.
  9. Escreva sobre o que você sabe e sobre o que você quer saber: a primeira parte dessa afirmativa diz respeito à especialização. Se você é uma autoridade em um assunto, seu texto vai fluir melhor e transmitir domínio. A segunda parte diz respeito ao desejo dessa autoridade. Escrever sobre dúvidas costuma levar a mais conhecimento, mais autoridade e, consequentemente, a um melhor texto.
  10. Seja único: ouse experimentar novos estilos. Descubra o seu. Seguindo o que já deu certo, você corre o risco de repetir fórmulas.



Se entende inglês, o texto original é maravilhoso, com citações de todos os grandes escritores que deram as maravilhosas dicas. Recomendo.


Traduzido por Alessandro Martins do artigo The Art of Writing: 10 Tips from the Masters.


sexta-feira, 14 de janeiro de 2011

Aviso aos navegantes: Electrolux recruta blogueiro para expedição ao extremo sul das Américas






A Electrolux recruta um blogueiro para participar da expedição Dragão do Mar, que faz parte da segunda etapa do Vac From The Sea, na região da Patagônia. Em parceria com a ONG 5Gyres, o projeto tem o objetivo de recolher o plástico descartado nos oceanos para transformá-lo em aspiradores de pó.


A embarcação deve partir com os tripulantes do Canal de Beagle, na região da Patagônia, no dia 3 de março. Durante o trajeto, a equipe fará a coleta de plástico no mar por 11 dias de expedição, até chegar à Valdívia, no Chile, em 14 de março.

O tripulante selecionado trabalhará como voluntário e redigirá textos para o blog do projeto Vac From The Sea, descrevendo o dia a dia da equipe e o passo a passo do processo de retirada do plástico. 

O objetivo da Electrolux com a ação é alertar as pessoas sobre a contaminação dos mares e oceanos, com a quantidade de material plástico descartado indiscriminadamente nesses lugares, causando problemas ao meio ambiente.

Para se candidatar, os interessados precisam postar um curto vídeo em inglês no YouTube, informando seus  nomes, lugar onde vivem e dizendo por que acham que devem ser selecionados para o projeto e como poderiam contribuir na equipe. O link do filme postado deve ser enviado ao endereço de e-mail electrolux@vacfromthesea.com, até o dia 31 de janeiro. Em 5 de fevereiro, o júri anunciará os cinco finalistas selecionados, o nome do vencedor será divulgado em 8 de fevereiro.

Requisitos básicos para se inscrever:
• Ter forte interesse em questões ambientais, particularmente em resíduos plásticos e poluição marinha;
• Ser um bom escritor e fotógrafo;
• Ter espírito de equipe e estar disposto a ajudar com as tarefas básicas da tripulação (ajudando com as mudanças, cozinhar, limpar e ajudar a fazer pesquisas quando necessário);
• Não se enjoar facilmente;
• Ser capaz de nadar até 200m;
• Ser capaz de levantar 1 / 3 do seu peso corporal;
• Falar Inglês.

Tenho certeza que será um experiência fantástica. Boa sorte blogueiros!

quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Muita calma nessa hora



Assisti o filme nacional em cartaz: “Muita calma nessa hora”, e cada vez que vou ao cinema para prestigiar o nosso produto cinematográfico, fico feliz e convencida de que realmente estamos crescendo e conquistando um novo patamar na categoria.

Uma das minhas surpresas foi ver a modelo Gianne Albertoni desempenhar um bom papel na trama. Tudo bem que o roteiro não necessita de interpretações magníficas, mas para quem nunca havia estado em frente às câmeras, foi genial! Gianne Albertoni, faz parte do time de apresentadores do "Hoje em Dia", na Record, e garante que foi escolhida pela beleza. Mas também por seu desempenho na peça "Cachorras Quentes", exibida em 2009 no Rio. Como ela  mesmo disse: "Fiquei nervosa (no set), mas espero que as pessoas gostem do meu trabalho. Só não tive medo, porque sou muito cara de pau".

Com roteiro de Bruno Mazzeo e direção de Felipe Joffily, “Muita calma nessa hora” conta a história de três amigas de infância Tita (Andréia Horta), Mari (Gianne Albertoni) e Aninha (Fernanda Souza), que desiludidas, decidem passar uns dias em Búzios, litoral fluminense, para espairecer. Começa aí uma aventura super legal, leve e engraçada. A riqueza da obra está na diversidade dos atores, como por exemplo, Sérgio Malandro, como tatuador, Sergio Mario Filho como um apaixonado pela banda Chiclete com Banana, dentre vários outros. O destaque vai para um bando de amigos que passam os dias bebendo e falando besteiras... Quem nunca passou uma fase da juventude assim? Mas hilário, na minha opinião, está o ator Marcelo Adnet  na pele de um mauricinho paulistano. Sensacional! Ri muito!

Adoro roteiros despretensiosos que acabam convencendo pela simplicidade e simpatia. Eu recomendo!

segunda-feira, 10 de janeiro de 2011

O Portal


Release

O portal narra a história de Lizzie MacWood, uma estudante norte-americana que se muda com seu pai, Robert MacWood, para o Brasil. No seu primeiro dia de faculdade, Lizzie acorda tonta, sem se lembrar de nada da noite anterior. Ao chegar na faculdade conhece Flávia, uma bibliotecária carinhosa e engraçada, que repara que Lizzie está sangrando, ao levantar a blusa ambas percebem que há três figuras desconhecidas que foram cortadas com cuidado em suas costas. Lizzie se desespera, corre para casa e no caminho conhece o charmoso Leonardo.

Com algumas pistas e muita determinação Lizzie e seus amigos vão em busca do desconhecido. E assim começa sua aventura. As figuras em suas costas os levam até Steve, namorado americano de Lizzie, que misteriosamente desapareceu. Mortes, perseguições, mistérios...  Envolvida em uma trama internacional, ela luta pela própria vida e suas escolhas afetarão o destino da humanidade! Na busca por respostas, Lizzie enfrenta uma série de obstáculos, faz novos amigos, decifra enigmas e embarca numa aventura sem volta! 
Ambientado nas cidades de Nova York e Rio de Janeiro, O Portal apresenta um enredo de enigmas, no qual a autora Eliane Raye nos conduz em suspense até o último momento, em reviravoltas inusitadas. Um romance com personagens marcantes em que todos apostam a  própria vida para descobrir a verdade.

www.elianeraye.com.br


sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

As coisas que aprendi.



Começou mais um novo ano, pronto para ser preenchido com novas histórias e aprendizados. Mais uma vez todos nós seremos capazes de recomeçar...


Das coisas que aprendi nesse ano que passou: 




1. Sempre haverá um amanhecer. Por maior que a dor possa parecer, o tempo irá ajudar na cura.




2. Existe sim amizade entre homens e mulheres. Talvez ela tenha que passar por alguns testes, mas se for verdadeira, vencerá qualquer barreira. 




3. Se você cruzar os braços, nada acontece. Seu futuro depende somente do que você planta hoje...Se deixar a vida te levar, só vai encontrar vento. 




4. Nunca deixe de viver as amizades por causa de um amor. Você nunca sabe quando um deles vai terminar. Quanto mais amigos, mais sorrisos, mais cumplicidade e mais carinho você vai ter quando enfrentar dificuldades. 




5. Cuide da sua família...Ame-os com muita dedicação. Aprenda a respeitar as diferenças, a entender as opiniões e principalmente a perdoar. Apesar de todas as controvérsias, eles te deram a vida e amá-los é a melhor maneira de agradecer. 




6. Sorria sempre, a maior quantidade de tempo que puder. Isso fará de você uma pessoa querida, jovem, evitará doenças, aproximará amigos, e a vida irá parecer colorida e linda...Como deve ser. 




7. Chorar faz parte do turbilhão de emoções que a vida oferece. Sofrer por amor, embora doloroso, simboliza a vida! Melhor que viver uma existência morna, sem emoção e  sentido. Chorar de felicidade então, nem se fala! Portanto, sentiu vontade, chore bastante. Isso só irá provar que existe um coração enorme dentro de você. Mas não se esqueça de sorrir depois. 




8. A distância pode sim atrapalhar um grande amor, mas jamais irá impedi-lo de acontecer. 




9. Aprendi que nada substitui uma palavra de saudade, de carinho...Não existe presente mais valioso que sentir-se amado e querido. Olhar para o rosto das pessoas que amamos e ver um sorriso sincero é simplesmente divino! Embora amanhã possa tudo estar terminado, devemos contar os dias assim: Com grandes encontros, realizações e abraços. 




10. Sonhos são sonhos...Eles nunca morrem e assim deve ser. Lute para conquistá-los, porque o grande “barato” da vida, é o caminho, não o fim.





"Para ganhar um ANO NOVO que mereça este nome, você, meu caro, tem de merecê-lo, tem de fazê-lo de novo 

Eu sei que não é fácil , mas tente, experimente, consciente. 
É dentro de você que o Ano Novo cochila e espera, desde sempre..." 

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Mulheres...




Naquela manhã nublada e cinza ela acordou com os mesmos tons. Ao abrir o guarda roupas, as únicas cores que lhe caíam bem eram as pretas. Não passou batom ou se perfumou, como de costume. Prendeu o cabelo com grampos enferrujados pelo tempo, pois mal podia se olhar no espelho. Dirigiu como se não houvesse ninguém na estrada, andou como se não sentisse os pés. Subiu as escadas como se não existisse a pressão da gravidade, lembrando-lhe da falta de exercícios. O computador não tinha cores... Nem som. As pessoas não conversavam, ou se conversavam, não eram entendidas. Falavam uma língua desconhecida. Notava suas faces sorrindo e reclamando, mas era tudo esquecido em questão de segundos. Não tinha fome... Nem sede. Não vivia, apenas existia. O relógio era um objeto necessário apenas para lembrá-la da hora em que as portas se fechariam e anunciariam o fim do dia... Como queria ir embora.



Naquela amanhã nublada e cinza, ela acordou vibrante. Todas as cores do seu guarda roupa não seriam capazes de cobrir-lhe o corpo. O espelho refletia um sorriso incomparável e nenhuma maquiagem surtiria um efeito tão bonito... Perfumou-se e soltou os cabelos. As estradas estavam todas descongestionadas e acompanhadas de uma bela música que tocava dentro da sua cabeça. Subiu as escadas e cumprimentou todas as pessoas que lhe cruzavam o caminho. O computador esperava sua presença com todas as tarefas a serem cumpridas numa tarde trabalhosa e gratificante. Conversou com todos. Eles falavam a mesma língua... Estavam todos felizes com a proximidade do almoço. Comeu, bebeu e sorriu. Em silêncio torcia para que o relógio parasse e as portas continuassem abertas, no vai e vem do dia... Não queria ir embora. 

O que os hormônios não fazem com a gente...



Eliane Raye


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...