quarta-feira, 28 de setembro de 2011

Críticas, sejam bem-vindas.





Tornar-se uma pessoa pública é, antes de mais nada, abrir o coração para o mundo. Quando nos expomos, recebemos palavras lindas, de carinho... palavras de incentivo, com críticas construtivas... palavras que desestimulam e nos fazem pensar... É um aprendizado.

Inspirado nesse tema, encontrei um artigo no site do administrador Augusto Campos, que tem muito a acrescentar à todos nós. 


"Como reagir a críticas de maneira construtiva

É claro que há situações em que o que você precisa fazer é realmente refutar e discutir as críticas recebidas. Mas as dicas abaixo são para os demais momentos, aqueles em que você pode e deve reagir com tolerante elegância, aceitando de forma positiva a crítica feita sem intenção de ofender.
  • Segure a sua primeira reação: conte até dez, deixe passar 2h, aguarde para responder só amanhã… Sua primeira reação pode tender a ser muito mais emocional do que racional, e reduzir a chance de resolver algum eventual problema real, ou de ter algum aprendizado com a experiência. Às vezes é necessário morder a isca e entrar em um bate-boca, mas se você entrar em todos eles, pode até “ganhá-los” várias vezes, mas progredirá menos. Reagir a provocações pode ser importante, mas não é boa estratégia – quem sempre reage pode ser facilmente manipulado e conduzido.
  • Não desperdice o feedback: por mais mal-educada e inapropriada que a crítica seja, ela traz em si algum feedback – sobre o seu serviço, sobre você mesmo ou até sobre a pessoa que está criticando. Identifique-o, e atue sobre ele, mesmo que você não vá responder ao autor.
  • Agradeça, mesmo que sob o ponto de vista de quem fez a crítica, o ato em si seja um desperdício. A crítica é um feedback importante, e pode contribuir para a melhoria do seu desempenho, mesmo que a intenção dela seja ofender e magoar. Agradecer, e de fato levar em conta a informação recebida, pode ser uma boa resposta inicial, principalmente quando você tem certeza de que, a longo prazo, você será cada vez mais bem-sucedido na iniciativa que está sendo criticada.
  • Identifique o núcleo da questão. Muitas vezes, uma crítica válida vem embalada em uma série de camadas de ofensas. Identificar e responder somente à crítica que é o centro da questão é uma forma energeticamente econômica de passar a mensagem de que o reclamante não está à altura de ofendê-lo, e de que manifestações futuras podem se concentrar no aspecto crítico da questão, dispensando as tentativas de ofender, porque elas não colam mesmo.
Na maioria das vezes, as críticas viciosas são reflexos de problemas de quem está criticando, e não de algo que a pessoa que está sendo criticada fez, ou deixou de fazer. Mas só podemos controlar a nós mesmos, e não aos outros, portanto cabe a cada um de nós saber como prefere lidar com a situação."

Sensacional, não é?


sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Tempo corrido...


Tenho escrito pouco para o blog ultimamente, por diversos motivos. O principal é que estou em fase de conclusão do segundo volume da trilogia "O Portal". Quando escrevemos, o envolvimento com a obra é muito grande, e passamos a respirar cada palava, cada sentimento que nasce de nossa dedicação. As noites já não são as mesmas, pois o pensamento viaja pela história insistentemente e os dias, esses vivem de frente para o computador, esse amigo solitário que transforma sonhos em realidade.

O tempo é curto para dividirmos entre a escrita, a leitura, a família, os eventos... Falando em eventos, a XV Bienal foi sensacional. Conheci muitos autores, editores, livreiros, mas o que mais me emociona, sem dúvida, é o carinho dos leitores.

Já estive em várias profissões, como sabe, mas escrever é a que mais me desperta emoções: Durante o processo criativo, na fase de produção e editoração, e por fim, quando as pessoas nos dão o amável retorno do trabalho.

Não tenho palavras para agradecer os recadinhos no twitter, a força no facebook, o apoio da mídia e dos amigos. Ah... o que seria da vida sem a batalha que nos fortalece e nos faz crescer.

Acredite... persevere e tenha sempre força e coragem. Seus sonhos podem se realizar.


"Alguns homens vêem as coisas como são, e dizem 'Por quê?' Eu sonho com as coisas que nunca foram e digo 'Por que não ?" - George Bernard Shaw



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...